sexta-feira, 17 de abril de 2015

A qualidade de vida por um monóculo

A Monocle não brinca em serviço e, no mês de Fevereiro, já recolhia imagens nas lojas e nos quiosques para o filme de apresentação de amanhã. Depois de, em Dezembro de 2009, ter eleito Catarina Portas entre os seus 20 heróis globais “que merecem um palco maior”, a revista de tendências chama-a agora ao palco da conferência mundial sobre "Qualidade de Vida" nas cidades. Que (estamos em crer não seja coincidência) decorre em Lisboa, a partir de hoje e até domingo. A lotação está esgotada mas a emissão pode ser acompanhada na rádio online.

O saber fazer português

A importância da proveniência das coisas e a mais-valia que a manufactura representa nos dias de hoje são temas em detaque amanhã, na conferência sobre “Qualidade de Vida” nas cidades futuras, organizada pela Monocle. E, aqui mesmo à nossa beira, são muitos os casos concretos e inspiradores de fábricas cujo primeiro compromisso é para com a qualidade devida.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Catarina Portas no palco da Monocle


A Monocle prepara a sua primeira conferência internacional, dedicada ao tema “Qualidade de Vida”, a acontecer  em Lisboa, no dia 18 de Abril de 2015. Entre uma vintena de conferencista mundiais de renome, contam-se apenas dois portugueses: Rui Moreira e Catarina Portas.  

A acção decorre entre os dias 17 e 19 de Abril, e ao Hotel Ritz vão chegar o presidente da Câmara Municipal de Oslo, Stian Berger Røsland, o director do Victoria and Albert Museum, Martin Roth, o arquitecto brasileiro Isay Weinfeld e a designer Ilse Crawford, apenas para mencionar alguns daqueles que a Monocle escolheu a dedo para virem do mundo inteiro, pensar o devir da vida nas cidades. Por exemplo, reflectir sobre a reinvenção da “high street”, sobre o contributo dos meios de comunicação social, sobre a relação da urbe com a arte, sobre como construir melhores casas, escritórios e bairros. E dar visibilidade a casos de sucesso que podem ser adoptados noutras partes do planeta. 

A Monocle já apontou por numerosas vezes, tanto nas páginas da revista como na rádio, as lojas d’ A Vida Portuguesa e os Quiosques de Refresco como dois exemplos inspiradores à escala mundial. E, em Dezembro de 2009, elegeu Catarina Portas como um dos seus 20 heróis globais, merecedores de “um palco maior”. Também a revista Wallpaper (anterior projecto do mesmo editor, Tyler Brûlé, e outra das bíblias das novas tendências), destacou a figura da empresária portuguesa entre os “talentos globais do futuro” na edição de Janeiro de 2011.

No painel que está agendado para as 12h45 de sábado dia 18, Catarina Portas (“founder of retail company A Vida Portuguesa, which promotes the Made in Portugal label, traditional brands and important crafts”) partilhará o palco com o activista alimentar libanês Kamal Mouzawak e David Hieatt, empresário de jeans do País de Gales. Vão discutir coisas como porque é que as cidades devem continuar a fabricar e a importância da proveniência dos produtos que consumimos para um mundo melhor, por exemplo.

A Monocle tem a sua base em Inglaterra, começou como uma revista mas é hoje um influente grupo de comunicação, e publica todos os anos um “quality of life survey” que se tem imposto como uma referência mundial. E parece cada vez mais determinada em deslindar os factores de mudança nas metrópoles actuais. Com a consciência de quem tem todo um futuro para preparar.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

"Muito mais do que uma loja de presentes"

A Vida Portuguesa do Intendente e do Chiado entre as 18 coisas para amar em Lisboa. Palavra de alemão!

"Viel mehr als nur ein Souvenirladen: A Vida Portuguesa wurde von Journalistin Catarina Portas gegründet, nachdem sie alte, traditionell portugiesische Produkte erforscht hat. Fasziniert von historischen Verpackungen und durch Handwerkskunst geprägten Produkten, hat sie eine tolle Auswahl zusammengestellt und 2007 den ersten Laden eröffnet. Cremes, Seifen, Parfüms, Konserven und und und erzählen die vielen kleinen Geschichten des Landes. In Lissabon gibt es zwei Läden: in der Rua Anchieta, 11, Chiado und in der Largo do Indendente Pina Manique, 23, Intendente."



quinta-feira, 19 de março de 2015

De jornalista a empresária

“Catarina Portas é o rosto por detrás das lojas A Vida Portuguesa e dos Quiosques do Refresco. Ao fim de quase 20 anos como jornalista, depois de passar por rádios, jornais e televisões, lançou-se no mundo dos negócios e criou duas das marcas de maior sucesso e reconhecimento em Portugal.
Ao pesquisar a vida privada de Portugal no século XX, para um livro, constatou um facto curioso: diversos produtos e marcas portuguesas, da pasta de dentes Couto ao azeite de Oliva, mantiveram o mesmo logótipo e a mesma embalagem durante décadas (e, nalguns casos, durante mais de um século). Fascinada com essas marcas resistentes à passagem do tempo e apercebendo-se de que muitas estariam a desaparecer, decidiu recuperar estes produtos, ajudando assim a salvar parte da manufatura portuguesa.
Resolve então criar uma loja dedicada a revitalizar alguns dos produtos que refletem a história do consumo em Portugal. Nascia A Vida Portuguesa, uma loja cujo conceito é valorizar produtos portugueses que atravessaram gerações e que mantiveram as suas embalagens originais.
A partir daí, foi possível reeditar alguns produtos, como os sabonetes exclusivos que A Vida Portuguesa desenvolveu com a Confiança e a Ach.Brito, recuperando rótulos antigos, ou as oito embalagens históricas de lápis Viarco, as andorinhas Bordallo Pinheiro e ainda os cadernos da Emílio Braga.
Outros produtos que fazem as honras da casa, tornando-se irresistíveis para quase todos os visitantes: o saudoso chapéu de chuva de chocolate Regina, os sabonetes Claus Porto (que são fabricados desde 1887), a lavanda, a pasta medicinal Couto, o creme para as mãos Alantoíne, o pião de madeira, os chocolates Arcádia… entre muitos outros! A oferta também inclui géneros alimentícios, como barras de chocolate, conservas, azeites, cafés, chá Gorreana, bolachas, compotas e muitos outros artigos tradicionais.”

terça-feira, 17 de março de 2015

Para comprar todos os tesouros lusitanos

"Ao andar pelo Largo do Intendente, em Lisboa, existe uma pequena loja que se arma com tudo o que Portugal tem de mais bonito e tradicional. Localizada em uma antiga fábrica de azulejos – passado explícito nas paredes recobertas por desenhos decorativos – fica A Vida Portuguesa, uma boutique que oferece, para turistas e portugueses nostálgicos, os produtos que fizeram história no comércio local.

Um catálogo variadíssimo de itens se espalha pelos 500 m² do prédio deliciosamente industrial. Dispostos como em uma casa funcional, sabonetes estão próximos às banheirasvintage, os tachos sobre os fogões, as conservas junto às louças e os vinhos agrupados às taças. Isso sem falar nos tapetes, roupas de cama, objetos de papelaria, móveis e uma coleção de vestuário, tudo, naturalmente, com uma inegável estética portuguesa.

Na entrada, andorinhas de louça se agrupam no teto abobadado sobre itens de jardinagem. Ao passar pelos ambientes reformados sem perder o charme do passado e iluminados por enormes janelas de vidro e aço, fica uma estreita escadaria que leva para o segundo andar. Por lá, uma surpresa para os pequenos: brinquedos como os de antigamente  ensinam como os "miúdos" se divertiam no passado.

Estantes e armários de madeira de vários estilos se esparramam pelas paredes rústicas, ora mostrando os tijolos, ora ladrilhos hidráulicos multicoloridos. Para completar o clima intimista, luminárias pendem do teto e spots jogam luz sobre os objetos, deixando-os ainda mais belos.

Seja qual for a idade e a origem do cliente, A Vida portuguesa promete um vislumbre do que um povo e um país tem de melhor a oferecer, seja para ser usado ali mesmo ou para cruzar os continentes."

CASA VOGUE Brasil

segunda-feira, 16 de março de 2015

Diz o Globo:

Recorte do jornal braileiro cortesia de "Santos Ofícios Artesanato"
"Mas a loja que dá uma verdadeira aula de história lusitana está na reservada Rua Anchieta. Com o sugestivo nome de A Vida Portuguesa, a casa é obra da jornalista Catarina Portas, que descobriu uma forma de contar histórias do cotidiano do país através de produtos tradicionais, de pastas de dente a atum enlatado. Para a maioria dos brasileiros, as referências podem não significar muito, mas é engraçado observar a reação de portugueses relembrando a infância e mostrando aos filhos e netos como se fazia a barba ou como se cozinhava “naqueles tempos”. A perfumaria da casa faz sucesso entre os turistas, assim como as andorinhas de cerâmica da fábrica Bordalo Pinheiro."

A Vida Portuguesa do Chiado
De segunda a sábado, das 10h00 às 20h00
Domingo, das 11h00 às 20h00